O que são licenças remuneradas?

Written by Asim Qureshi
Por Asim Qureshi, CEO di Jibble

Oi, eu sou Asim Qureshi, o CEO e cofundador do Jibble, um software rastreador de horas e de presença baseado na nuvem. Tenho vários anos de experiência criando e expandindo produtos e equipes de software por diversos setores e mercados. Antes de fundar o Jibble, trabalhei como vice-presidente na Morgan Stanley por seis anos. Minha paixão é ajudar outras empresas a melhorarem sua produtividade e desempenho com práticas de gestão de tempo inteligentes. Vamos falar sobre licenças remuneradas e sobre como você pode aproveitar delas para aumentar a produtividade.

Visão geral

Todo mundo merece um descanso do trabalho. Alguns dias ou semanas para relaxar sem se preocupar em terminar aquele relatório no prazo, atingir os KPIs ou participar daquelas reuniões matinais certamente farão com que os funcionários se sintam recarregados e bem descansados. A única coisa que é melhor do que tirar esses dias de folga ou de licença é ser pago por eles. Portanto, permita que seus funcionários aproveitem seus dias de férias remuneradas. Eles os mereceram.

Os funcionários certamente gostam de ter licenças e folgas remuneradas. Mas eles não são os únicos que podem se beneficiar dessas políticas. As licenças remuneradas têm vantagens consideráveis para gerentes e empregadores também. Na verdade, de acordo com a Society for Human Resource Management, as organizações com boas políticas de licenças remuneradas têm funcionários mais criativos e produtivos, melhor retenção de funcionários e uma equipe mais saudável.

Para obter esses benefícios e aproveitar ao máximo as folgas e férias remuneradas, você precisa entender o que elas são. Então, vamos nos aprofundar no assunto.

Esse artigo abrange:

O que são licenças remuneradas?

Licenças remuneradas são qualquer tipo de licença pela qual os funcionários são remunerados.

Basicamente, eles são pagos para não trabalhar por alguns dias ou semanas, dependendo da política da sua empresa. O que eles fazem com esse tempo livre fica a critério deles. Eles podem viajar, visitar a família ou se dedicar a seus hobbies sem se preocupar com a segurança do emprego. Dito isso, elas podem ser organizadas de diferentes maneiras. Vamos explorá-las a seguir.

Quais são os tipos de licenças remuneradas?

1. Tempo pessoal

Todos nós precisamos de algumas horas ou dias para tarefas e afazeres pessoais. Isso pode ser qualquer coisa, desde uma consulta médica rotineira até a mudança de apartamento ou participar em uma reunião de pais e mestres. O tempo pessoal é exatamente isso. Pessoal. Seus funcionários podem usá-lo como quiserem, e você também. Eles também merecem passar esse tempo sem se preocupar com esgotar seus dias de férias. Esse tipo de licença remunerada é separado da licença médica e licença parental.

2. Licença médica

A maior parte dos tipos de licenças remuneradas exige que os funcionários avisem com antecedência, mas é impossível prever algumas coisas. A licença médica se enquadra nessa categoria. Ela é devida a funcionários que não estejam bem de saúde, que estejam se recuperando de um acidente ou que devam fazer um tratamento futuro. Algumas organizações estendem a licença médica a funcionários com familiares doentes. As organizações têm liberdade para estruturar suas políticas de licença. Entretanto, elas devem oferecer o mínimo de dias de licença médica estipulado por lei. Portanto, não deixe de verificar as leis federais ou estaduais sobre licença médica.

3. Feriados

Em média, a maioria dos países tem 11 feriados públicos por ano. Em algumas organizações, esses feriados são dias de licença remunerada para os funcionários aproveitarem como quiserem. Outras organizações oferecem pagamento em dobro para os funcionários que se dispuserem a trabalhar nos feriados. Lembre-se de que as políticas de licença remunerada variam entre as organizações. Portanto, certifique-se de informar na política de sua empresa quais feriados públicos ou bancários são reconhecidos por sua organização.

Além de oferecer licença remunerada em feriados, algumas organizações oferecem feriados flutuantes remunerados. Esses são dias que não são reconhecidos publicamente como feriados, mas que são importantes para os funcionários, como aniversários e datas comemorativas.

4. Licença parental

A maioria das empresas oferece licença parental remunerada para novos pais. A duração e o escopo da licença parental variam de acordo com o país e a organização. Algumas limitam essas folgas remuneradas às mães grávidas que dão à luz seus filhos, enquanto outras permitem que as mães que recebem filhos por meio de barriga de aluguel tirem algum tempo de folga para criar laços com o recém-nascido. Organizações mais progressistas também oferecem licenças remuneradas para pais adotivos.

5. Licença nojo

A morte faz parte do ciclo da vida humana. E quando ela bate à porta, os funcionários precisam de algum tempo de folga para chorar seus entes queridos. A maioria das organizações envia os funcionários que perderam familiares para casa em uma licença remunerada por luto, chamada de “licença nojo”.

A duração da licença de luto fica a critério do empregador. Da mesma forma, o empregador determina o relacionamento que o funcionário deve ter com a pessoa falecida para se qualificar para a licença remunerada. Na maioria dos casos, os funcionários se qualificam para a licença por luto após a perda de um dos pais, irmão, cônjuge ou filho. Algumas organizações também oferecem licença remunerada para pais que sofreram perda por aborto espontâneo ou natimorto.

6. Folga eleitoral

Votar é o dever cívico de todo cidadão. No Brasil, votar é obrigatório a todos, então a legislação tornou o dia de eleição um feriado nacional. Por mais que existam certos setores que precisam ficar abertos sempre, os funcionários ainda têm direito a votar antes ou depois da jornada ou, se não for possível, a folgar na data. Além disso, quem trabalhar como mesário tem direito a dois dias de folga a cada dia trabalhado.

Mas e as férias?

No Brasil, férias não se encaixam dentro das licenças remuneradas, e são uma categoria a parte. Trabalhar por longos períodos sem intervalos reduz a produtividade. Oferecer dias de férias é a solução perfeita para o burnout dos funcionários, além de ser uma exigência legal no país. Os dias de férias são um tipo de descanso do trabalho que um funcionário pode tirar quando precisa de uma pausa no trabalho. Mas não deixe que o nome limite o que você ou seus funcionários podem fazer com os dias de férias. Você pode passar seus dias de férias em casa ou visitando a família. O número de dias de férias difere entre as organizações. Já vi empresas limitarem as férias a alguns dias por ano, enquanto outras oferecem férias remuneradas ilimitadas.

Vantagens de licenças remuneradas

Uma política bem elaborada beneficia as organizações tanto quanto beneficia os funcionários. Veja como:

1. Redução do burnout dos funcionários

As licenças remuneradas são uma ótima solução para o burnout dos funcionários. Mas como saber se você ou seus funcionários precisam de uma folga? Um software de registro de horas pode ajudá-lo a saber disso, alertando-o quando os funcionários começarem a registrar uma quantidade incomum de tempo ocioso. Você também pode perceber que alguns funcionários estão registrando menos horas ou trabalhando o mesmo número de horas, mas entregando um trabalho de qualidade inferior.

Esses sinais de burnout são universais. Quando você notar uma queda no desempenho de seus funcionários, é hora de mandá-los para uma licença remunerada. Deixe seus funcionários desabafarem sem medo de perder renda. Eles mereceram o tempo de folga. Seus benefícios entrarão em vigor quando eles voltarem ao trabalho e a produtividade deles aumentar muito. Afinal de contas, está comprovado que oferecer licenças remuneradas melhora a criatividade e aumenta a produtividade.

2. Ausências controladas

Em segundo lugar, nada atrapalha mais as operações comerciais do que ausências não planejadas. Felizmente, com um bom software rastreador de férias e licenças, as solicitações para a maioria dos tipos licenças podem ser feitas com dias ou semanas de antecedência. Depois de aprovar as solicitações de licença remunerada, você pode usar um rastreador de horas e de presença para prever as ausências e incorporá-las à sua programação para redistribuir o trabalho nos dias em que um funcionário estiver ausente em licença remunerada. As ausências controladas são uma ótima maneira de garantir que as operações de sua empresa funcionem sem problemas durante todo o ano.

3. Conformidade legal

As empresas oferecem licenças remuneradas como um incentivo durante o recrutamento. Entretanto, alguns tipos licença não são iniciativas da empresa. Eles são obrigatórios por lei. Por exemplo, a maioria dos países exige que as organizações ofereçam aos novos pais uma licença parental remunerada. A média global de licença parental é de 22,1 semanas. Da mesma forma, algumas leis nacionais e locais exigem que as organizações ofereçam licença ilimitada aos funcionários que forem convocados para serem jurados. É importante se informar sobre essas leis para reduzir o risco de não conformidade.

Como calcular licenças remuneradas?

Um pacote típico de benefícios para funcionários tem vários tipos licenças remuneradas agrupados em um só. Alguns são acumulados imediatamente após o funcionário assinar o contrato. Outros são baseados nas horas trabalhadas e nos anos de serviço na empresa. Então, como as organizações calculam com precisão as de cada funcionário?

Aqui estão as formas mais comuns de calcular licenças remuneradas:

1. Número específico de dias

A maioria das empresas exige que seus funcionários trabalhem por um período de experiência definido antes dos benefícios de licenças remuneradas começarem a ser acumulados. Após o período de experiência, o funcionário tem um número específico de dias que pode tirar quando quiser. No entanto, elas estão vinculadas a políticas que mantêm as organizações com pessoal durante todo o ano. Por exemplo, a maioria das empresas limita o número de dias de férias que um funcionário pode tirar de cada vez. Outras exigem que os funcionários apresentem suas solicitações de férias ou licença com semanas de antecedência.

Esse tipo licença remunerada é, de longe, o mais fácil de calcular. Tudo o que você precisa é de registros precisos de presença e planilhas de horas. Você pode obtê-los facilmente usando um rastreador de horas e de presença gratuito. Assim que o funcionário concluir o período de experiência e se qualificar para obter licenças remuneradas, ele poderá realizar uma solicitação. Você pode acompanhar o número de dias de licença remunerada que cada funcionário tira facilmente usando o rastreador de férias e de licenças.

2. Licenças remuneradas acumuladas

Uma segunda abordagem as calcula com base no número de horas que o funcionário dedicou. Nesse método, os funcionários acumulam tempo de licença remunerada a cada hora trabalhada. Eles podem tirar licenças remuneradas quando atingem o número de horas especificado.

As licenças remuneradas são relativamente difíceis de rastrear e calcular manualmente. Mas não se preocupe, tenho a solução perfeita para você. É possível gerar registros das horas de seus funcionários facilmente com a maioria dos softwares de registro de horas. Dessa forma, você saberá quanto de licença remunerada cada funcionário acumulou, mesmo antes de ele solicitar alguns dias de licença remunerada.

3. Subsídios de transferência

Por fim, os funcionários recebem um determinado número de dias de folga remunerados todos os anos. Alguns esgotam suas licenças remuneradas, mas não é incomum que alguns tenham alguns dias sobrando. Algumas empresas têm uma política de “usar ou perder”. De acordo com essa política, o funcionário perde todas as não utilizadas no final do ano. Não é necessário fazer cálculos de tranferência com essa política.

Outras empresas transferem as licenças remuneradas não utilizadas para o ano seguinte, enquanto outras o pagam um bônus além do salário normal. O cálculo desses subsídios de transferência é muito fácil com um software de controle de tempo com recursos de planilhas de horas e folha de pagamento. Eles podem ser usados em conjunto com um bom rastreador de férias e de licenças com recursos adicionais, como um fluxo de trabalho automatizado de solicitação de licença. Se não tiver certeza por onde começar, confira este guia sobre como escolher o melhor rastreador de férias e licenças remuneradas para sua empresa.

Considerações finais

Concluindo, licenças remuneradas são um importante benefício para os funcionários. Com um bom pacote de licença remunerada, os funcionários ficam mais felizes e saudáveis. Eles alcançam facilmente o tão sonhado equilíbrio entre vida pessoal e profissional e isso se reflete em seu trabalho. Eles são mais produtivos e melhores na solução de problemas. Além disso, a licença remunerada é uma ferramenta estratégica para atrair e manter os melhores funcionários. Para tirar o melhor proveito dela, considere a possibilidade de obter um rastreador para automatizar todo o processo. Saiba mais sobre os rastreadores de licenças aqui.